RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Polícia Civil busca grupo que fazia abortos

Publicado em 14/10/2014 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


A Corregedoria Interna da Polícia Civil do Rio de Janeiro (COINPOL) iniciou, na manhã desta terça-feira, a Operação Herodes. O objetivo é cumprir 75 mandados de prisão preventiva e 118 mandados de busca e apreensão contra integrantes da principal organização criminosa responsável pela prática de abortos.

Após uma investigação de 15 meses (a maior já feita contra este tipo de prática no país), oito policiais civis, 10 médicos, um falso médico, quatro policias militares, um bombeiro militar, três advogados e ainda um militar do exército brasileiro tiveram prisão decretada pela 4ª Vara Criminal da Comarca da Capital.

A Coinpol constatou que a organização criminosa era dividida em sete núcleos, com área de atuação na Capital e na Região Metropolitana.  Ao longo das últimas décadas, eles realizavam manobras abortivas em mulheres nas mais variadas fases de gestação, incluindo as avançadas, pelas quais eram cobradas quantias mais elevadas. Também eram atendidas mulheres de outros estados, sendo todos os casos em péssimas condições de higiene e salubridade, colocando em risco a integridade física das pacientes.

Na ação participam 70 delegados e 430 agentes da Polícia Civil do Rio de Janeiro, com o uso de 150 viaturas e apoio da Corregedoria Geral Unificada (CGU), da Corregedoria Interna da Polícia Militar e também do Exército Brasileiro.
 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário