RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Bancos reduzem juros para financiamento de carros

Publicado em 30/08/2014 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


 Em um dos primeiros sinais do impacto das medidas de redução dos compulsórios dos bancos neste mês pelo Banco Central  (BC), Itaú e Caixa Econômica Federal anunciaram a redução dos juros de suas linhas de financiamento para carros.

O Itaú baixou o juro mínimo para o financiamento de carros zero quilômetro de 1,30% ao mês para 0,99%, o que equivale a uma queda de 16,76% ao ano para 12,54% ao ano.

O prazo vai até 24 meses, o que mostra que o banco segue cauteloso após as perdas de R$ 17 bilhões em empréstimos em 2011 e 2012, grande parte dela em financiamentos de veículos. Naquela época, os bancos financiavam veículos em prazos de até cinco anos e com parcela de entrada perto de zero.

Nos últimos anos, os bancos privados puxaram o freio dos financiamentos de veículos, reduzindo os prazos e a parcela financiada e se concentrando em linhas de menor risco, como crédito consignado e imobilário.

O Itaú deixa claro também a intenção de atender aos apelos do governo, que divulgou medidas de incentivo ao crédito para tentar reanimar a economia e, acima de tudo, a combalida indústria automobilística brasileira que, em meio à forte queda nas vendas, está concedendo férias coletivas.

Segundo Luis Fernando Staub, diretor executivo do Itaú Unibanco responsável pela área de financiamento de veículos, “esta decisão é uma importante contribuição ao país para incentiva o financiamento de automóveis com crédito sustentável e estimular a economia brasileira”.

Já a Caixa vai promover, em parceria com o Banco Pan, do qual é sócia em parceria com o BTG Pactual, uma promoção em 1.100 concessionárias em todo o país, reduzindo a taxa de financiamento para carros novos e usados.

A taxa começa em 0,93% ao mês, ou 11,75% ao ano, e conta ainda com carência de três meses. Há ainda a opção de só começa a pagar o financiamento em janeiro de 2015.

O chamado Salão Auto Caixa ocorrerá de 4 a 6 de setembro e colocará 3 mil gerentes nas lojas para oferecer o crédito. A expectativa da Caixa é fazer R$ 300 milhões em financiamentos.

Haverá ainda a oferta de brindes como sensor de estacionamento, películas para vidros e parcelamento do seguro do carro em até dez vezes sem juros pelo Caixa Seguro Auto.

A redução dos juros é uma forma de tentar atrair os consumidores, que reduziram a demanda por crédito em meio à piora das condições da economia e à incerteza com o futuro. Muitos também já comprometeram grande parte da renda com empréstimos de longo prazo, como o imobiliário, ou perderam renda real com a alta da inflação.

Antes de fechar os empréstimos, porém, é bom o consumidor verificar se há outros custos além dos juros, como taxas de cadastrou ou de abertura de crédito cobradas pelas instituições. O ideal é verifica sempre o custo efetivo total (CET), que inclui todas as tarifas e os juros. Os bancos são obrigados a informar a CET. No Itaú, é possível simular o custo no site do banco.

› FONTE: Exame


sem comentários

Deixe o seu comentário