RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Incêndio destrói hectare do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba em Carapebus

Publicado em 30/01/2021 Editoria: Meio Ambiente sem comentários Comente! Imprimir


Ainda não se sabe a causa do incêndio e ação criminosa não é descartada

Ainda não se sabe a causa do incêndio e ação criminosa não é descartada

Novamente o Parque Nacional da Reserva de Jurubatiba, em Carapebus, sofreu sérios danos ambientais. Na última quinta-feira, 28 de janeiro, um incêndio destruiu um hectare da reserva ambiental. O fogo já foi controlado pela brigada de incêndio do parque. Nessa sexta-feira, a equipe retornou ao local para fazer o rescaldo e controle.

Segundo o analista ambiental e chefe do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, Marcelo Braga Pessanha, a ação pode ter sido humana, ou seja, criminosa, mas as causas ainda não foram confirmadas. “Ainda não podemos afirmar as causas, mas tudo leva a crer que pode ter sido causado por descuido, como queima de lixo ou ponta de cigarros. O incêndio atingiu cerca de um hectare dessa vez”, explicou.

O professor do Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (Nupem) da Universidade Federal do Rio de Janeiro e que atua na área de Desenvolvimento Socioambiental e Ecologia Evolutiva, Rodrigo Lemes, o incêndio é um dos problemas causados pela ação humana. “No final do ano, abriram a Lagoa de Carapebus fora da hora certa e demorou muito tempo para gente conseguir fechar. Houve duas tentativas de fechamento e, quando fechou, o lençol freático estava muito drenado. Então veio a seca de verão, que não é comum, e a vegetação fica extremamente ressacada. Com isso, os incêndios acontecem”, analisou.

Ainda segundo Lemes, uma pesquisa recente mostra que quando a vegetação ressaca como a do Parque Nacional da Reserva de Jurubatiba, as plantas liberam as folhas para evitar perda hídrica. “Essas folhas que estão sendo eliminadas para evitar a perda hídrica, promovem facilmente os princípios de incêndios”, explicou.

O Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba
O Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba fica situado no norte do estado do Rio de Janeiro, englobando área de Macaé, Carapebus e Quissamã. Ele possui 44 quilômetros de praias, sendo que neste trecho existem 18 lagoas costeiras de rara beleza e de grande interesse ecológico.

A área onde hoje se situa o Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba era habitada pelos índios Goytacazes, povo que tinha tradição guerreira. O Parque resguarda também a porção bem conservada do Canal Campos – Macaé, que levou quase 30 anos para ser construído por mão-de-obra escrava, com 104 km de extensão.
Jurubatiba é um dos três parques nacionais brasileiros onde é possível observar a coexistência da preservação do ambiente com o desenvolvimento sustentável de uma população de pescadores tradicionais que já pescavam na área mesmo antes de sua criação. Através de um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público Federal e o Instituto Chico Mendes, vinte e cinco famílias de pescadores conseguiram autorização para continuar pescando na lagoa de Carapebus, uma das mais ricas em peixes de toda a região.
 

› FONTE: RJ NEWS ONLINE (www.rjnewson.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário