RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

O ano começou: É hora de lidar com as contas no início do ano

Publicado em 23/01/2021 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


Planejamento é fundamental para conseguir quitar todos os boletos

Planejamento é fundamental para conseguir quitar todos os boletos

O ano começou e depois de todos os gastos com o fim do ano chegou a hora de encontrar um jeito de sobreviver com as contas extras, que chegam junto com o novo ano. É IPTU, IPVA, material escolar e logo, logo também é hora de planejar o imposto de renda.

Uma pesquisa realizada pelo SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) em parceria com a CDNL, no final de 2018, apontou que quase 90% das pessoas afirmam não ter feito um planejamento financeiro para arcar com as despesas de início do ano.

A empresária Milene Carneiro é um exemplo e confirma que é um verdadeiro desafio passar pelo início do ano e pelas contas. "A gente sempre diz que vai economizar para pagar as contas à vista e conseguir o desconto, mas a realidade do brasileiro é outra. Vivemos no limite, é difícil economizar, além disso, as festas de fim de ano deixam tudo mais difícil. No final das contas, eu sempre acabo parcelando tudo no máximo de vezes possível", contou.

A contadora Lucia Helena Neumann lembrou que o ideal mesmo era ter iniciado o planejamento no final do ano passado. "Tarifas obrigatórias vem com tudo no início do ano e requerem atenção para não se perder. O ideal é começar a se organizar no final do ano anterior, para não se perder nas contas e aproveitar os descontos em casos de pagamento à vista", lembrou Lúcia.

No caso do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), por exemplo, existem 2 formas de pagamento que variam de acordo com as regras de cada município no seu Estado. "A primeira forma é o valor integral à vista em cota única e a segunda forma é o parcelamento. O valor à vista é mais vantajoso por conta do desconto concedido pela Prefeitura", disse a especialista.

O mesmo vale para o IPVA, ou seja, Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. "O IPVA é um imposto estadual, sendo assim, cada estado é responsável pelo seu recolhimento. No Rio de Janeiro, a primeira parcela do IPVA 2021 vence no dia 21/01. Quem optar pelo pagamento à vista também garante 3% de desconto no valor do imposto. Já o parcelamento pode ser feito em três vezes iguais, sem desconto, de acordo com o final da placa do veículo", explicou.

Para quem está livre de dívidas, é possível utilizar a fatia do décimo terceiro salário e mais recursos extras, para que sejam custeados os gastos do início de ano. Se o indivíduo notar que a renda não vai ser suficiente, uma solução é a tentativa de enxugar determinadas despesas, lembrando que algumas não tem como fugir.

O Imposto de Renda Retido na Fonte Pessoa Física - IRRF

Para não repetir o erro da falta de planejamento com relação ao início do ano, é importante que além de pagar os impostos os contribuintes que devem fazer a declaração do Imposto de Renda 2021 fiquem atentos aos prazos.

"Cidadãos que receberam, em 2020, os seus rendimentos tributáveis na ordem igual ou superior a R$ 28.559,70 ou o equivalente a R$ 1.903,98 mensais, devem declarar imposto de renda entre os meses de março e abril", disse a contadora.

Os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido, ao fazerem a declaração posteriormente. Além disso, a pessoa obrigada a declarar, mas que não o faz, pode ter o CPF colocado em situação irregular.

› FONTE: RJ NEWS ONLINE (www.rjnewson.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário