RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

“Vamos priorizar a atenção básica de saúde do município”, afirma secretária de Saúde de Macaé

Publicado em 09/01/2021 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


O objetivo da nova gestão, segundo a nova secretária de Saúde de Macaé, Liciane Furtado Cardoso, é priorizar a atenção básica de saúde no município, como o atual prefeito da cidade, Welberth Rezende (Cidadania) declarou quando foi empossado. Com apenas seis dias na secretária de Saúde, Liciane explicou que ainda está na fase de planejamento e verificando várias mudanças, já que há pessoas saindo e outras entrando para atuar na pasta. “Estamos fazendo o planejamento, justamente para verificar o orçamento que será direcionado à saúde de Macaé. Quanto à atenção básica de saúde, a orientação do prefeito para nós, secretários, e para os adjuntos, é isso: vamos priorizar e investir na atenção básica. E é o que estamos fazendo já”, revelou.

Segundo a secretária, a primeira semana na secretaria de Saúde foi marcada por visitas aos postos de saúde, onde funcionam as unidades básicas de saúde. “Estamos conversando com os coordenadores dos postos e verificando a necessidade de cada unidade. Isso também está sendo feito nas Unidades de Estratégia da Família (ESFs) para ouvir o servidor, ouvir o profissional, o paciente para saber qual é a necessidade de cada um. Estamos em mutirão, conhecendo as unidades. Toda a equipe da secretaria de Saúde está envolvida e participando, como a coordenação do 192, alta e média complexidade, subsecretários das unidades, da alta e média complexidade, coordenação de laboratório e de enfermagem. Está todo mundo já visitando as unidades para sabermos onde podemos melhorar, que é o nosso objetivo da atenção básica de saúde em Macaé”, afirmou.
Macaé possui, segundo a secretária de Saúde, seis unidades de atenção básica de saúde. Uma das prioridades também, ainda de acordo com Liciane, é fazer um levantamento para verificar a necessidade de construção de mais postos de saúde em Macaé. “Eu acredito que há sim condições de ampliar, abrir mais unidades de estratégia à família e de postos também”, observou.

Hospital do Trapiche, na Região Serrana de Macaé
Há tempos, os moradores dos distritos localizados na Região Serrana de Macaé, sendo um deles o Trapiche, onde existe um hospital, reclamam da falta de atendimento e da enorme fila de espera para marcação de exames e realização de cirurgias.  O morador do distrito de Trapiche, Gabriel Freitas, de 35 anos, afirmou que no momento, os atendimentos no Hospital do Trapiche também estão sendo direcionados para os casos de Covid-19. Ainda de acordo com ele, só está funcionando atendimentos de emergência e em último caso. “Querendo ou não, temos um hospital que na verdade não temos”, ironizou.

O morador da serra ressaltou também que os postos de saúde dos outros distritos, como Córrego do Ouro, Glicério, estão desativados. “O povo da serra macaense sofre muito. Espero que, com essa transição de governo, tudo volte ao normal. Porque sofremos muito com essa ausência. As unidades de Estratégia de Saúde da Família são as únicas que funcionam na região serrana”, enfatizou.

O prefeito Welberth Rezende também declarou, durante entrevista coletiva concedida nesta semana, que os moradores da Região Serrana terão o mesmo atendimento na saúde que os moradores do litoral de Macaé. Sobre o Hospital do Trapiche, a secretária de Saúde, Liciane Furtado, contou que o hospital da serra receberá um ‘olhar diferenciado’. “Não que as outras unidades não mereçam. Mas estamos olhando com carinho para Serra, porque é um lugar mais longe. Nem todos os moradores da Serra conseguem se deslocar até Macaé,

principalmente quando precisam de atendimento médico. Estamos visitando o hospital, com a participação também de todos os coordenadores das unidades de saúde e de estratégias da família de lá, para saber o que podemos melhorar para população quanto aos atendimentos”, informou.

Durante a campanha eleitoral, o então candidato a prefeito Welberth Rezende, ressaltou que iria fazer mutirões para zerar as filas. Liciane reiterou o compromisso da atual gestão na área da saúde, afirmando que o serviço 0800 será melhorado para que as pessoas consigam marcar uma consulta de forma rápida. De acordo com a secretária, atendimentos médicos especializados continuarão a ser realizados no Centro de Especialidades Dona Alba.

› FONTE: RJ NEWS ONLINE (www.rjnewson.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário