RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Prefeitura de Macaé despeja professores da UFF e UFRJ da Cidade Universitária

Publicado em 09/01/2021 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


Prefeitura não dialogou com profissionais da UFF e nem da UFRJ antes do ofício de despejo dos profissionais

Prefeitura não dialogou com profissionais da UFF e nem da UFRJ antes do ofício de despejo dos profissionais

Os professores da UFF e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), campus Macaé, foram surpreendidos nessa semana com ordens de despejo do prédio da Funemac, onde está localizada a Cidade Universitária.
Segundo ofício enviado à direção da FUNEMAC no último dia 30 de dezembro de 2020, pela então secretária de Educação do município, Lêila Sousa Clemente, a nova gestão solicitou o espaço para funcionamento da Secretaria Municipal de Educação, no Bloco Administrativo a partir do dia primeiro do ano de 2021.

De acordo com Kathleen Tereza da Cruz, médica sanitarista, professora adjunta do Curso de Medicina da UFRJ Macaé e Coordenadora Técnica do GT (Grupo de Trabalho) de Enfrentamento à Covid-19, os professores estão sendo desalojados e não têm para onde ir.

No Bloco Administrativo da Cidade Universitária, funciona a sala dos professores dos cursos de Engenharia, Enfermagem, Farmácia, Medicina, Nutrição e Química, além dos laboratórios de ensino e de pesquisa, que são importantes para as atividades de ensino, pesquisa e extensão da universidade, bem como locais de guarda de materiais administrativos e didáticos. Ainda de acordo com os professores, não há gabinete para docentes no Polo Universitário e nem mesmo espaço para alojar os laboratórios que estão no prédio.

A UFF também está sendo despejada em dois serviços que atendem gratuitamente a população de Macaé. Perderá o espaço o Centro de Assistência Jurídica (CAJUFF), que presta atendimento jurídico a quem precisa, e o Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF), que auxilia na declaração do imposto de renda, em parceria com a Receita Federal.

“Foi com muito espanto e consternação que iniciamos o ano com essa triste notícia. Mesmo em meio à pandemia, a produção acadêmica da UFRJ Macaé não parou, intensificou até por meio do GT COVID-19 UFRJ/MACAÉ, e esperamos que, em breve, todas as atividades presenciais sejam retomadas com qualidade e segurança”, declarou professora Kathleen Tereza.

Ao RJ News, professora Kathleen explicou que a justificativa da Secretaria Municipal de Educação está se mudando para o prédio da Cidade Universitária, por ser um prédio público e não alugado, onde funcionava a sede antiga. “Eu vejo com bons olhos a Secretaria Municipal de Educação vir para dentro do campus, porque as duas universidades podem fazer um trabalho em conjunto. Mas o modo de como as coisas estão sendo feitas, desocupação rápida, sem aviso prévio, não temos para onde ir. Isso é desrespeitoso. Até porque a universidade está em atividade remota. Estamos fazendo todas as medidas de restrição da Covid-19, estamos em isolamento social. Não é momento de se aglomerar. E fomos surpreendidos para sair do prédio onde trabalhamos há anos. O Observatório da Saúde está instalado no prédio desde 2014 e todas as pesquisas são importantes para o desenvolvimento local e regional. Infelizmente, foi uma surpresa desagradável”, ressaltou.

O RJ News entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura de Macaé, mas até o fechamento dessa edição nenhuma resposta foi encaminhada.

› FONTE: RJ NEWS ONLINE (www.rjnewson.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário