RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Welberth Rezende reúne a imprensa para informar os desafios e primeiras ações em Macaé

Publicado em 05/01/2021 Editoria: Política sem comentários Comente! Imprimir


O primeiro dia útil de janeiro, 04 de janeiro, foi de muito trabalho para o prefeito Welberth Rezende. Na parte da manhã ele se reuniu com os secretários do primeiro escalão do governo e na parte da tarde ele realizou uma coletiva de imprensa para esclarecer suas primeiras ações em Macaé e também informar a situação atual da administração municipal.

Demonstrando total transparência nas suas atitudes, Welberth frisou que Macaé vive um novo momento e que ele estará nas ruas diariamente com a população, para saber os principais problemas da cidade e poder resolvê-los. O prefeito informou também que atuará de forma plena em todas as secretarias e pretende ter uma relação saudável e respeitosa com o servidor.

Em relação ao legado financeiro, o prefeito disse que já pediu aos secretários para realizarem um levantamento das suas pastas. “A partir de agora vamos identificar os problemas, a situação das finanças. A prefeitura tem caixa, mas tem valores a pagar também. O atual cenário é que a prefeitura está com as contas em dia, não tem salários atrasados, mas precisamos conhecer a situação de todas as secretarias. A equipe de transição focou os seus trabalhos em serviços que precisavam de continuidade, como contratos com a empresa de limpeza pública, caminhão de lixo, produtos para saúde que não poderiam ficar sem comprar”, explicou.

O reajuste do salário dos servidores, que estão há seis anos sem aumento, também foi abordado na coletiva. “Vamos ver o que será possível fazer, pois o poder de compra do servidor caiu muito. Não é apenas o reajuste, mas também o triênio, enquadramento e outras medidas a serem tomadas que, às vezes, nem é financeira. Provavelmente não vamos conseguir resolver todos os problemas de uma vez, mas quero saber o que está acontecendo com o servidor”, destacou.

Algumas pastas serão prioridades para a gestão: Saúde, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social e Educação.

Saúde
No domingo, 03 de janeiro, o prefeito esteve com a secretária de Saúde, a enfermeira Liciane Furtado, no Centro de Tratamento da Covid-19, para entender o funcionamento. “Esse tema é prioridade para nós. Conversei com os técnicos e eles informaram que o período de festas do fim de ano vai impactar o número de leitos disponíveis na cidade. A Covid-19 hoje é o nosso maior problema, pois ela impacta o andamento das outras pastas”, disse.
Welberth informou que esteve com o governador do estado na última semana do ano, para conversar sobre a vacinação. “Eu disse que continuo com a disposição de comprar as vacinas para Macaé, mas ele me informou que mesmo se o município tiver verba para comprar, não vamos conseguir, pois o Governo Federal anunciou o Plano Nacional de Imunização e todas as doses da vacina serão adquiridas pela união. Mesmo assim, vamos tentar comprar sem esperar o Governo Federal”, declarou.

Desenvolvimento Econômico e Social
Apesar de estar muito focado com a situação da pandemia, Welberth salientou estar preocupado com a questão econômica e social da cidade. “A saúde vai ter que andar paralelamente com o desenvolvimento econômico. Se a economia não crescer, aumenta o desemprego e, consequentemente, causa um problema social, já que as pessoas vão depender cada vez mais do governo”, avaliou.

Welberth disse que o auxílio de R$ 200 continuará até o retorno das aulas presenciais e que a passagem de ônibus a R$ 1 também permanece. “São dois importantes projetos sociais que precisam continuar”, afirmou.

Educação
O retorno das aulas presenciais é a grande expectativa para alunos, profissionais e também para o governo, mas o prefeito garantiu que tudo será estudado para garantir a segurança de todos. “Vamos avaliar uma forma segura para as pessoas. A decisão será técnica: Saúde, Educação e Vigilância Sanitária deverão estudar e nos enviar um parecer. A vontade de voltar é grande, mas a decisão será técnica”, frisou.

Transporte
Uma das principais queixas da população durante a campanha foi o péssimo serviço de transporte oferecido na cidade. Welberth disse que irá reunir com a empresa para resolver essa situação. “Vamos ver e entender o contrato. Depois vamos nos reunir com a empresa e exigir que ela cumpra as exigências do contrato”, contou.
Sobre o VLT o prefeito revelou que precisa avaliar a viabilidade técnica. “Vamos mexer nele se tiver condições dele andar, saber se ele se paga e se terá alguma empresa interessada em tocar esse transporte. Se não for viável, vamos ver como fazermos com os veículos que estão parados. É uma forma de respeito com o dinheiro público”, afirmou.

Esporte
O prefeito disse que pretende revitalizar o Estádio Moacyrzão, o Ginásio Poliesportivo e o Parque da Cidade. “Hoje mesmo o Secretário de Esporte, Marvel Maillet, agendou uma reunião com a Defesa Civil, para verificarem o atual estado do Moacyrzão. Sabemos que ele está depredado, fios foram roubados, não tem como ascender uma lâmpada. A caixa d’água também corre o risco de desabar. Então precisamos conhecer a segurança da estrutura, para que os times da cidade possam voltar a jogar no município”, revelou.

Câmara Municipal
O prefeito acredita que o relacionamento com a Câmara Municipal será harmonioso e reforçou que tem um bom convívio com o presidente eleito, vereador Nilton César (Cesinha). “O vereador Nilton César esteve com a gente na campanha e os poderes são independentes. Após a eleição da mesa diretora a relação é a mesma. A Câmara é uma Casa de Leis e nem sempre vamos concordar. É importante que os poderes sejam independentes’, observou.

› FONTE: RJ NEWS ONLINE (www.rjnewson.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário