RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Motorista de aplicativo está desaparecido há mais de dez dias

Publicado em 25/11/2020 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Brian Araújo Aranha, de 28 anos, foi atender uma corrida em Rio das Ostras e não voltou mais

Brian Araújo Aranha, de 28 anos, foi atender uma corrida em Rio das Ostras e não voltou mais

O motorista de aplicativo, Brian Araújo Aranha, de 28 anos, está desaparecido desde o dia 12 de novembro, após sair para uma corrida em Rio das Ostras. Segundo informações, o jovem que mora em Tamoios, segundo Distrito de Cabo Frio, estava com uma camisa azul marinho, bermuda verde escuro e chinelo. O carro que dirigia é um Volkswagen Virtus, de cor preta e placa KZCF953.

A família já acionou o seguro do carro, mas foi informada que ele havia trocado o seguro há cerca de 2 meses e o rastreamento é a rádio, e como demoraram a acionar pode ser difícil achar um sinal.

Amigos e familiares também estão buscando qualquer informação sobre o paradeiro do jovem, através de divulgações nas redes sociais. O contato pode ser feito pelo telefone (22) 99830-5303 - Monique.

Uma página também foi criada para que as pessoas possam passar informações sobre o paradeiro de Brian e para que os amigos fiquem atualizados com novas informações.

Na última postagem, a família fala sobre a angústia de tantos dias sem notícias. "Seguimos atrás do nosso amigo Brian. Mais um dia sem notícias dele, totalizando 11 dias de agonia. Essa angústia corrói a cada dia que passa. Eu sei que a União faz a força, não vamos desistir!
Deus te peço novamente, protege teu filho de todo mal... nos mostre aonde ele se encontra!
Que dor, que angústia."

Pelo menos 15 pessoas desaparecem por dia no Estado do Rio de Janeiro

Cerca de 400 pessoas, mensalmente, são dadas como desaparecidas em todo o Estado do Rio, segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSODH), no ano passado.

Já um levantamento feito pelo Ministério Público a pedido do RJ1 mostrou que de janeiro a agosto deste ano foram registrados 2.133 casos em todo estado. Na Zona Oeste da capital foram 558, enquanto na Baixada, 533.

Entre os principais motivos dos desaparecimentos registrados nos últimos cinco anos no estado do Rio foram: conflito familiar (42%), problemas psiquiátricos (17%) e por último homicídio e sequestro (10%).

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário