RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Recém-formados soldados da PM levarão mais segurança às ruas de Rio das Ostras

Publicado em 16/05/2014 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


Companhia de 100 homens forma primeira turma no bairro Praiamar

Se, em tese, os policiais militares reproduzem na rua o que apren- dem nos exercícios técnicos e aulas teóricas das academias, o quesito “forma- ção” ganha importância crucial na discussão sobre os rumos da PM na cidade de Rio das Ostras. A Companhia de Práticas Pedagógicas da PM, instalada no bairro Praiamar e vinculada ao 32º Comando do Batalhão da Polícia Militar em Macaé, forma sua primeira turma, de 100 policiais, na próxima segunda-feira, dia 19.

Durante quase oito meses, os novos PMs receberam aulas teóricas e práticas e contribuíram para o patrulhamento das ruas da cidade. A unidade foi instalada em outubro de 2013 graças a uma parceria entre o Estado e a Prefeitura, que ficou responsável pela doação do terreno e construção do prédio da escola de formação. No dia 23, eles participam de outra solenidade, na sede da corporação, no Rio de Janeiro. A equipe de reportagem do jornal RJNEWS, foi às ruas para saber da população mais detalhes. De acordo com eles, ouve-se muito falar em assaltos, sequestros e até relâmpagos, mas a maioria assumiu não saber de pessoas ou ter visto essa prática na cidade. A dona de casa Eneci Miranda, 69 anos – mora no bairro Nova Cidade e conta que até de casos de estupro ficou sabendo. “As pessoas falam, mas eu nunca vi e nem fiquei sabendo de pessoas perto de mim que tenham passado por esse problema”, disse.

Preocupado com essa demanda de comentários que tomam conta das ruas na cidade, a polícia militar está investindo na formação contínua de soldados.A partir de um investimento de cerca de R$ 2,2 milhões, a Companhia foi construída pelo Governo Municipal em uma área de 1.250 m², na avenida Bandeirantes, no bairro Praiamar. A unidade inclui salas de aula, alojamento e refeitório. Ao lado, funciona a sede da 3ª Companhia da Polícia Militar.

O prefeito Sabino defende a permanência da escola de formação dos PMs na cidade e dos policiais recém-formados no interior, já que a região vem sofrendo com o crescimento da criminalidade. Segundo o Comandante do 32º BPM, Coronel Ramiro Campos, a presença dos novos policiais nas ruas do Município contribuiu para a queda da violência. “Neste primeiro trimestre, o índice de assalto na cidade foi reduzido em mais de 40%”, disse cel. Ramiro.

Dos 100 PMs, 70 atuam no município e 30 estão trabalhando em Casimiro de Abreu. O prefeito Sabino, baseado nos bons resultados apresentados, propôs que os policiais da região que estejam cursando escola de formação na Capital possam concluir seu curso na Companhia instalada em Rio das Ostras. “Onde moro também ouço falar muito em violência, mas nunca vi e também se visse não poderia falar”, disse demostrando sentimento de medo e de represarias, a aposentada e moradora no bairro Nova Cidade, Arinda Ferreira, 65 anos.

Laura Silva, 22 anos é estudante do curso de Direito e mora na rua conhecida como Inajara, paralela e popularmente conhecida rua Bangu, e conta que teme pela segurança na cidade. “Acho que muita coisa precisa ser revista, mas acredito que, com a formação desses policiais a segurança vai aumentar consideravelmente. Percebo também que nem todos devem ficar na cidade porque o batalhão deve espalhar eles pela região. Mas ainda assim só de pensar que Rio das Ostras terá mais efetivo nas ruas, isso nos dá certa tranquilidade”, observa. 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário