RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Nova Friburgo terá Inventário da Oferta Turística

Publicado em 29/03/2015 Editoria: Turismo sem comentários Comente! Imprimir


Através de parceria realizada com o Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense (UFF), a Prefeitura de Nova Friburgo, por meio da Secretaria de Turismo e Marketing, terá um Inventário da Oferta Turística do município. O objetivo do projeto compreende mapear atrativos, infraestrutura, equipamentos e serviços turísticos, assim como a cadeia produtiva do turismo, com objetivo de estruturar um sistema de informações turísticas regionais de todo o município de Nova Friburgo. O trabalho deve durar entre oito a nove meses.

Entendido pela Organização Mundial do Turismo (OMT) como instrumento de fundamental importância para a elaboração do planejamento público, o Inventário da Oferta Turística estabelece-se, ainda, como referência para investimentos privados, em função do detalhamento minucioso da oferta turística, colaborando para a gestão e estratégias promocionais, na perspectiva do desenvolvimento do setor em todo o município.

Toda a parte técnica será realizada pela Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF – um reconhecido centro de excelência em pesquisas relacionadas ao setor – e contará com todo o suporte da Secretaria de Turismo e Marketing de Friburgo.

Para o Secretário da pasta, Nauro Grehs, o projeto é muito importante para o município já que, com os resultados obtidos (acredita-se que no prazo de oito ou nove meses) será possível traçar estratégias para o desenvolvimento do turismo em cada região da cidade.

“É fundamental para que se repense a vocação turística de cada distrito de Nova Friburgo: qual a vocação que eles têm, a potencialidade, os atrativos, os equipamentos, se são condizentes com o segmento turístico que está se desenvolvendo naquele local. Isso é muito importante. O turista vai ter uma fotografia de toda oferta de turismo na cidade para que possamos trabalhar para desenvolver e ofertar cada tipo. O maior exemplo disso hoje é que teremos o Centro de Convenções em breve e, portanto, precisamos saber o que temos para ofertar ao público do centro, ou o que será necessário desenvolver para quando o ele  estiver pronto”, explicou, Nauro Grehs.

› FONTE: Ascom


sem comentários

Deixe o seu comentário