RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS
Acosta e seu blog - Por Acosta

Acosta e seu blog Por Acosta

Acosta e seu blog - Por Acosta

Prefeito cria auxílios emergenciais para a população em vulnerabilidade social de Macaé

Publicado em 01/04/2021 8 comentários Comente!


O novo pacote de auxílios foi anunciado pelo prefeito Welberth Rezende, durante um pronunciamento, realizado em rede social na noite desta quarta-feira (31), data em que as mortes por covid-19 no Brasil já passam de 300 mil. A live contou com a participação do secretário municipal de Desenvolvimento Social, Mauro Torres e da assistente social da prefeitura, Darana Azevedo.

De forma emergencial, 9.184 famílias em situação de extrema vulnerabilidade social irão receber o auxílio de R$ 130 através do Cartão Cesta Básica. A expectativa é que o benefício seja liberado dentro de duas semanas. Rezende definiu ainda, a criação do "Auxílio Macaé", benefício financeiro de R$ 200 que será pago a 15.312 famílias também em situação de vulnerabilidade.

Os benefícios financeiros e de alimentação, que são uma forma estratégica de enfrentamento aos impactos sociais ocasionados pelas restrições e isolamento necessários no enfrentamento ao atual cenário de bandeira vermelha da pandemia do Coronavírus, são destinados às famílias de Macaé que estão na linha da pobreza e de extrema pobreza, além de trabalhadores informais.

- Já realizamos a aquisição dos cartões e agora estamos organizando a logística de entrega às famílias. O objetivo é garantir segurança alimentar aos macaenses que estão na linha de pobreza e extrema pobreza inseridos no Cadastro Único. Outro projeto que já assinamos é o "Auxílio Macaé" que atenderá 15.312 famílias. A criação deste auxílio depende da aprovação da Câmara e beneficiará, tanto as famílias que irão receber o Cartão da Cesta Básica, quanto as que já contam com o Bolsa Alimentação, garantido aos alunos da rede municipal de ensino-, ressaltou Welberth, completando que mais de R$ 96 milhões já foram liberados pela prefeitura neste ano, apenas com a Bolsa Alimentação, outro auxílio garantido pelo governo durante esta fase de impactos causados pela pandemia.

Restaurante Popular a custo zero – Durante a transmissão, o prefeito informou que já enviou à Câmara de Vereadores, o projeto de lei sobre a reabertura do Restaurante Popular, que oferecerá refeições a custo zero. “Encaminhamos hoje à Câmara de Vereadores o projeto de lei que propõe a reabertura do Restaurante Popular com custo zero para a população. Nós entendemos que, para aqueles que realmente precisam, R$ 1 faz muita diferença, principalmente, para famílias em vulnerabilidade social. A ideia é oferecer quentinhas no Restaurante do Aeroporto e abrir também uma unidade no Lagomar", anunciou.

Segundo Welberth, enquanto durar as restrições de enfrentamento à pandemia, os trabalhadores informais terão direito a um auxílio de R$ 500 reais. Ele elencou ainda, a publicação de duas leis que estabelecem a anistia de juros e multas na cobrança do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) referente ao ano passado, e para os contribuintes que reativarem a parcelas de quitação de débitos negociados através do Programa de Refinanciamento Municipal (REFIM) de 2020.

Quanto ao enfrentamento da COVID-19, ele apresentou dados sobre as ações adotadas pelo município para assegurar a assistência a população no enfrentamento à pandemia. Há uma estratégia de restruturação da rede de atendimento, desde a criação de novos postos de testagem até a ampliação de leitos de enfermaria e CTI para pacientes graves que garante a Macaé capacidade para absorver a atual demanda.
Outros temas abordados pelo prefeito foram os seguintes:

Vacinação - "Montamos uma Comissão integrando várias secretarias, que acompanha todo o processo da vacinação, assegurando transparência na divulgação das informações e apurar denúncias sobre &39;fura fila&39;".

Denúncias - "O governo terá tolerância zero com fake news e informações inverídicas que confundem a população sobre as nossas ações de enfrentamento a pandemia. A Procuradoria Geral já está realizando processos administrativos para verificar a origem dessas informações".

Leitos - "Quando assumimos a prefeitura, Macaé contava com 53 leitos de CTI para pacientes da COVID-19. Já ampliamos para 67 vagas. O município tem hoje número de leitos acima do recomendado pela Organização Mundial da Saúde. Também encontramos 67 vagas de enfermaria e já chegamos hoje a 105 leitos. Já conseguimos fechar com fornecedor a aquisição de 15 novos respiradores, para ampliar mais vagas de terapia intensiva para atender a população".

Rede de assistência - "Vamos criar mais dois Centros de Testagem para fazer o diagnóstico rápido de novos casos e assegurar o atendimento necessário. Instituímos os decretos de isolamento, ampliamos a frota do transporte público e buscamos a compra das vacinas, para assegurar a vacinação em massa da população".

_____________________________________________

Lourdes Acosta – Jornalista (editora/redatora/produtora)

DRT/MTE 911 MA. // Macaé 01/04/2021.

Acosta e seu blog

Por Acosta

8 comentários

Deixe o seu comentário